Sou lojista

Lojas Abertas
aos Domingos

1 /3
Comparativo de carros
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro

​​​Vidro elétrico antiesmagamento: entenda o dispositivo

Confira o que é, o que diz a lei e quais os benefícios do sistema


O vidro elétrico antiesmagamento é um dispositivo que pode garantir mais segurança para condutor e passageiros. Simples e com projeto de lei aprovado para torna-lo obrigatório, o item é uma boa alternativa, especialmente, para quem transporta crianças menores e animais de estimação no veículo. Entenda mais! 


Vidro elétrico antiesmagamento: o que é


O sensor antiesmagamento instalado nos vidros elétricos do carro é um dispositivo que detecta a presença de obstáculo na janela e impede que o vidro continue fechando. Ele serve para evitar acidente, como prender a mão das crianças, por exemplo.

O recurso existe porque, segundo especialistas em reportagem para o programa Auto Esporte, um vidro elétrico em movimento pode até quebrar um dedo ou provocar situações ainda mais graves, como estrangulamento – fatalidade que já foi reportada em diversos países, inclusive no Brasil. No Japão, por exemplo, o item é obrigatório de fábrica. 

vidro eletrico antiesmagamento.jpgvidro automatico antiesmagamento.jpg

Como funciona o antiesmagamento nos vidros


O sensor antiesmagamento é uma peça instalada no interior das portas, conectada ao vidro. Quando o vidro pressiona o obstáculo que está entre ele e a fenda superior da janela, o detector entende e imediatamente faz com que o vidro recue – ele volta a abrir e para.  Assim, não esmaga o que estava no caminho. 

Ainda de acordo com especialistas, a força do vidro pode chegar a até 20 quilos de pressão. Com o detector, além do movimento cessar e o vidro abrir no momento que toca o obstáculo, o peso da pressão fica em nove quilos, aproximadamente. 


Benefício do sensor antiesmagamento


O maior benefício do dispositivo antiesmagamento nos vidros elétricos é impedir acidentes, principalmente envolvendo crianças e pets. Quando a janela é automatizada para fechar em um único toque, o vidro para no contato com o obstáculo e impede que mãos, pescoço, patas ou qualquer parte do corpo que esteja para fora da janela seja machucada. 


Sensor antiesmagamento: o que diz a lei


Uma resolução feita em 2013 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), tornou obrigatória de fábrica a presença dos sensores antiesmagamento. A regra começou a valer em 2017. Com isso, a maioria das montadoras já entrega o carro com o sistema. 
No entanto, segundo reportagem de O Globo, ainda existem importadores de peças que encontram brechas nessa norma para não instalar o sistema. 

Por conta disso, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou, neste ano, o projeto de lei que pode tornar o sensor antiesmagamento no vidro um item obrigatório. Dessa forma, segundo os parlamentares, todas as fabricantes deverão acatar a regra. A medida visa proporcionar mais segurança às pessoas. 


Vidro elétrico antiesmagamento: como o consumidor deve agir


Quem deseja comprar um carro zero, vale a pena consultar o vendedor para saber se a montadora já está instalando o sensor em todos os modelos. 

Para quem prefere aproveitar as vantagens de comprar um carro seminovo, a dica é observar o ano de fabricação. Se for superior a 2017, muito provavelmente o dispositivo estará presente no automóvel.  Portanto, é fundamental procurar por lojas com variedade de modelos e carros mais modernos – como é o caso da Localiza Seminovos.

Quem ainda não quer trocar de carro, mas não conta com sistema antiesmagamento, é possível fazer a instalação em oficinas especializadas. Vale lembrar, no entanto, que o serviço deve ser de qualidade e por isso é importante pesquisar bem o fornecedor.


Quer escolher seu próximo carro? Temos várias opções de modelos com a tecnologia antiesmagamento!