Sou lojista
1 /3
Comparativo de carros
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro

​​Multa por excesso de velocidade: tudo que você precisa saber​

Confira valores, limites, tolerância e detalhes sobre a legislação

A multa por excesso de velocidade pode ser de natureza média, grave ou gravíssima – e nesse último caso, o motorista tem a CNH suspensa na hora.  

Dirigir acima do limite permitido é uma das infrações mais cometidas pelos brasileiros, e uma das mais perigosas também. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), andar a 5 km/h a mais do que a média nas áreas urbanas e a 10 km/h em áreas rurais são aumentos significativos para dobrar o risco de um acidente. 

Além disso, segundo levantamento da campanha Maio Amarelo, só no Brasil foram mais de 37 mil mortes no trânsito em 2018. A Polícia Rodoviária Federal explica que o excesso de velocidade está entre as principais causas. 

Portanto, dirigir dentro dos limites permitidos é fundamental. Além de evitar gastos extras com multas ou reciclagem para recuperar a carteira de habilitação, respeitar a​ sinalização contribui para a segurança de todos. 

Por isso, preparamos este miniguia com tudo que você precisa saber sobre multas por excesso de velocidade. Confira!

multa por excesso de velocidade.jpg


Quanto é a multa por excesso de velocidade


O valor da multa por excesso de velocidade depende de quanto acima da máxima permitida o condutor trafegava. De acordo com o artigo 218 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), são os seguintes valores: 

  • Velocidade superior à máxima em até 20%

     Infração média, com perda de até 4 pontos na carteira e multa no valor de R$ 130,16.


  • Velocidade superior à máxima em mais de 20% e até 50% 

     Infração grave, com perda de até 5 pontos na carteira e multa de R$ 195,23.


  • Velocidade superior à máxima em mais de 50% 

     Infração gravíssima, a multa de R$ 293,47 é multiplicada por até 3x, suspensão imediata do direito de dirigir e apreensão do documento de habilitação.


Como é feita a fiscalização 


A fiscalização de velocidade pode ser feita por radares estáticos ou móveis, que são aqueles utilizados pelos agentes das polícias rodoviárias estaduais e federal. Todos os equipamentos precisam receber a aprovação do Inmetro e passam por revisões periódicas. 


Vale lembrar que existe uma tolerância para calcular a velocidade, já que os radares eletrônicos não são totalmente precisos. Para velocidades de até 100 km/h esse desconto é de 7 km/h. Acima disso, a tolerância gira em torno de 7% - mas recomenda-se consultar a tabela do Contran com as velocidades consideradas.

multa de excesso de velocidade como fiscalizar.jpg


Como são estabelecidas as velocidades máximas


A lei do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) existe para regulamentar o comportamento dos motoristas e proteger as pessoas. Por isso, respeitar as sinalizações é mais do que obedecer a legislação – trata-se de promover segurança. 

Para o cálculo da velocidade máxima ideal são feitos estudos que levam em consideração elementos técnicos como a elevação da pista, curvas, trânsito de pessoas e cruzamentos. 

Além disso, o CTB explica que onde não houver sinalização, devem ser consideradas as seguintes velocidades específicas. 


Nas vias urbanas:


  • 80 km/h nas vias de trânsito rápido;
  • 60 km/h nas vias arteriais;

  • 40 km/h nas vias coletoras;

  • 30 km/h nas vias locais.


Nas rodovias pavimentadas:


  • Automóveis, camionetas e motocicletas: 110 km/h quando há pista dupla e 100 km/h com pista simples;
  • 90 km/h para demais veículos.


Nas estradas

  •  60 km/h para todos. 

Gostou das orientações? Confira as ofertas​ do nosso site e fique por dentro de outras dicas para dirigir com segurança


*Para ter acesso às informações oficiais a respeito do código de trânsito e outros assuntos relacionados, acesse o site do órgão responsável na sua região.