Sou lojista

Lojas Abertas
aos Domingos

1 /3
Comparativo de carros
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro

​​​​​​​​​​Crianças no carro: dicas para dirigir com segurança

Conheça medidas importantes para manter os pequenos seguros no automóvel

Seja para viajar ou para o transporte do dia a dia, é preciso redobrar a atenção quando os baixinhos estão no veículo. Por isso, preparamos 7 dicas para dirigir com segurança quando há crianças no carro. Confira!

crianças no carro.jpg








1. Criança até dez anos deve ficar no banco de trás


Além da legislação brasileira proibir que crianças menores de dez anos sentem no banco da frente em carros com assentos traseiros, essa é uma conduta bastante perigosa e que precisa ser evitada. Isso, porque elementos como o cinto de segurança, airbag e a proximidade do para-brisa podem machucar os menores.








bebê no carro.jpg
criança no banco de trás.jpg




2. Use os assentos corretos para cada idade


Os assentos para crianças servem para protegê-las em caso de acidente, já que qualquer tipo de batida, inclusive pancadas leves, pode ter um efeito bem mais grave nas crianças do que nos adultos.

A ONG Criança Segura​ sugere que crianças de até dez anos de idade ou com menos de 1,45m de altura utilizem os dispositivos adequados. Veja a relação de idade e modelos:

- Bebês de aproximadamente 1 ano, ou de 0 a 13kg: cadeiras bebê-conforto ou conversível.

- Crianças de 1 a 4 anos, ou de 9 a 18 kg: cadeira de segurança.

- Crianças de 4 a 10 anos, ou de 15 a 36 kg: assento elevatório ou booster, mais o cinto de três pontos. 

- Crianças com mais de 36kg e no mínimo 1,45m: cinto de segurança de três pontos.

3. Utilize apenas assentos certificados


Antes de adquirir um assento para as crianças, verifique quais marcas e modelos têm a eficiência do equipamento aprovada por órgãos de certificação de qualidade e defesa do consumidor –como Inmetro e Proteste

4. Prenda corretamente os assentos


De acordo com pesquisas do setor, a cada cinco assentos infantis, quatro são instalados de forma incorreta. Portanto, a dica é prestar atenção no afivelamento do cinto na cadeira para que ela fique estável – o ideal é que não se desloque por mais de dois centímetros. 

Também existem modelos de cadeirinhas com sistemas mais modernos de fixação – o Isofix. No entanto, é preciso que o automóvel tenha essa opção nos assentos traseiros. A boa notícia é que a maioria dos carros lançados nos últimos anos já vem com a entrada compatível no banco e ela já é obrigatória para todos os novos projetos das fabricantes. 

5. Encoste o carro para checar as crianças


Evite se distrair com as crianças no banco de trás – para atender aos pequenos, encoste o carro em um local seguro. Ao parar nos acostamentos de rodovia, é importante ligar o pisca-alerta e se for necessário sair do carro, mantenha-se do lado correspondente ao do passageiro, que fica mais afastado da pista. 

6. Evite brinquedos ou peças rígidas


É comum que alguns pais improvisem mesinhas nos bancos traseiros para que as crianças brinquem de colorir. Mas, objetos rígidos, como giz de cera, podem machucar mesmo com o impacto de uma simples lombada escondida. 

7. Não dirija na banguela


Conduzir o carro com a marcha desengatada diminui o controle do condutor sobre o veículo, atitude que pode levar a graves acidentes. Com as crianças no carro, o cuidado precisa ser dobrado, já que movimentos bruscos, como uma freada mais intensa, podem ser o suficiente para machucar bastante os menores. 



Quais os melhores carros para dirigir com crianças


Carros com estrutura reforçada ajudam a proteger as crianças em caso de acidente. Vários modelos de sedan, SUV e compactos, costumam ter boas classificações em testes de segurança do Latin NCAP e já vêm com compatibilidade ao sistema Isofix de cadeirinhas. 


Quer escolher seu modelo de seminovo?