Sou lojista

Lojas Abertas
aos Domingos

1 /3
Comparativo de carros
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro
Você pode selecionar mais um carro

​​​

Como calcular o seguro do carro?

Confira o que entra no cálculo e de que forma aproveitar o melhor preço

Você sabe como calcular o seguro do carro? Essa é uma dúvida bastante comum entre os condutores e a resposta é simples. O cálculo é feito a partir de uma combinação entre o valor do veículo e situações de risco em que ele é exposto. 

Por isso, nem sempre o mesmo automóvel terá o mesmo preço de seguro quando se compara de uma pessoa para a outra. Quer entender como funciona? Confira nesse texto!


O que entra na conta na hora de calcular o seguro do carro


Para calcular o valor do seguro, as seguradoras consideram uma série de fatores relacionados ao automóvel, a localização, ao tipo de condução e ao condutor. Para isso, o cliente responde a um questionário de avaliação de risco.  Veja o que geralmente é considerado:

calcular o seguro do carro.jpg


1. Valor e modelo do veículo


O ponto de partida para o cálculo do seguro do carro é o preço do automóvel. Isso, pois quanto mais caro for o veículo, maior será o valor de indenização pago pela seguradora ao cliente, caso o bem seja perdido num acidente, roubo ou furto. 

Além disso, o modelo também entra na conta. Na maioria dos casos, as seguradoras utilizam a própria base de dados para fazer o levantamento de risco. Isso significa que se um determinado modelo tem histórico de muitas indenizações, pode acabar ficando com uma cotação mais alta. 


2. Local de residência e uso do carro


O local que o veículo circula e onde ele pernoita são fatores que também entram na conta para elaborar o valor do seguro – afinal, significam riscos. 

Residência em cidades com maior índice de criminalidade, por exemplo, conta pontos para encarecer o preço. Uso para viagens a trabalho, também é um fator a ser considerado. Já o uso familiar e a pernoite em garagem podem baratear o valor do seguro. 


3. Perfil e histórico do condutor


Mais um fator de risco que entra no cálculo do seguro é o motorista. Estatisticamente, quanto mais jovem o condutor, mais riscos de acidente. Além disso, o estado civil pode influenciar: pessoas casadas e com filhos tendem a pagar menos pelo seguro. Mais uma vez, essa conclusão vem de estatísticas que apontam menos riscos para o grupo. 

As seguradoras também costumam avaliar o histórico do motorista. Quanto mais acidentes e indenizações ele precisou receber, mais alto pode ser o preço. Tempo de habilitação é outro ponto: quanto mais experiente, mais barato. 


4. Equipamentos de segurança


Se o carro possui alarme ou rastreador, por exemplo, o seguro pode ficar mais barato. Outro fator que permite diminuir o preço são acessórios de segurança que ajudam a prevenir acidentes – como freios ABS e EBD. Esses componentes costumam fazer parte de modelos mais modernos


5. Franquia e cobertura


Por fim, o valor do seguro é fechado com a escolha de coberturas e franquias. Quanto mais coberturas o condutor escolher mais protegido estará – no entanto, o seguro pode ficar mais caro. 

Já a franquia (que é o valor pago pelo segurado à seguradora quando precisa de indenização e não houve perda total), também influencia no preço do seguro. 

Quanto menor o valor da franquia, mais cara fica a mensalidade. O caminho inverso também vale: quanto mais cara a franquia caso seja ativada, mais barato o valor do seguro. 


Como conseguir o melhor preço para o seguro do carro


Existem algumas formas de conseguir o melhor preço para o seguro do carro. Veja:

  • Faça a cotação em seguradoras diferentes
  • Se o seu carro é de família, mas só você dirige, é possível abrir mão da cobertura para mais de um condutor; 
  • É casado e tem filhos? Utilize essa informação;
  • Certas comodidades, como carro reserva, podem encarecer o seguro. Avalie as que fazem diferença antes de contratar. Se você não precisaria de um carro reserva até que o seu volte do conserto ou que você receba a indenização, a dica é abrir mão dessa opção também. 

Gostou dessas dicas? Tem muito mais sobre o mundo automobilístico no site da Localiza Seminovos